Andaluzia: Córdoba & UNESCO

Córdoba sempre esteve programada nesta viagem. Não só porque tinha um meio de transporte rápido e eficaz de lá chegar desde Sevilha, mas também porque o seu centro histórico foi declarado Património Cultural da Humanidade pela UNESCO em 1994. Só isto justifica, no meu entender, uma visita à localidade.

Córdoba - património cultural da Humanidade desde 1994

A cidade milenar de Córdoba está situada bem no interior da região autónoma da Andaluzia e orgulha-se de ter sido uma das capitais da península durante a sua ocupação romana e do Califato dos Omeyas. A maior atracção da cidade é, sem sombra de dúvida, a Grande Mesquita, uma obra-prima da arquitectura mundial ainda hoje inultrapassável, que tem dentro de si mesma uma catedral de estilo gótico. A união dos dois estilos arquitectónicos, autorizada pelo imperador Carlos V, pode ser considerada incongruente, mas não deixa de ser simultaneamente esplêndida. O projecto, que deriva do período da Reconquista, foi levado a cabo ignorando os desejos do então presidente da câmara da cidade. Foi ali mesmo que iniciei o percurso por território cordobês, a pé, depois de ter apanhado o Media Distancia da Renfe de Sevilha até à estação de Córdoba Central e um táxi.

Fachadas da Mesquita de Córdoba

A mesquita de Córdoba é grandiosa e exala glória e misticismo. É difícil descrevê-la. Permanece um local cristão há mais de 900 anos e foi mandada construir pelo califa Abd el-Rahman em 786 d.C., sobre os restos da antiga igreja visigoda de San Vicente, dando inicio ao estilo arquitectónico califal, repleto de elementos góticos, bizantinos, sírios e persas. Actualmente, a entrada na mesquita só é feita através da Puerta del Perdón, de estilo mudéjar e que data de 1377, e é no Pátio das Laranjeiras que os bilhetes de entrada podem ser adquiridos. Para adultos, o preço é de 8 euros, mas cai para metade se for para crianças.

Puerta del Perdón

Minarete e Pátio das Laranjeiras

Ao longo dos séculos a mesquita passou por sucessivas ampliações, pelo que parece, no seu interior, um labirinto de colunas de grande beleza (perto de 900) e arcos. O objectivo é o de induzir os visitantes a um estado de oração meditativo, como de resto em todo o mundo islâmico. A jóia da coroa da mesquita é o Mihrab, uma câmara octogonal escavada na parede e, naturalmente, virada para Meca. A mesquita está aberta de segundas a sábados das 10h às 18:30 e vale a pena a entrada paga.

A grandiosidade da Mesquita

O Islâmico sempre presente

A fusão das religiões

Parte central da mesquita onde a mescla de religiões é mais evidente

Contemplar a mesquita vagarosamente custou-me praticamente toda a manhã e foi sob um sol de perto de 40 graus que atravessei a ponte romana, mesmo à frente da catedral, em direcção à Torre de la Calahorra e ao seu museu. Este não é nada de surpreendente, mas se quiser subir até ao cimo da torre para ver as vistas da cidade e do Guadalquivir terá de pagar 4,50€, porque a subida é feita percorrendo o museu.

Torre de la Calahorra

Vista de Córdoba desde a Torre de la Calahorra

Foi na rua entre o Palácio Episcopal e a Mesquita que almocei. Foi engraçado ver as ciganas locais a ler as mãos dos turistas, pedindo-lhes depois apenas notas como pagamento, uma vez que moedas, segundo o que elas diziam, davam má sorte. Eu próprio caí no conto do vigário.

Não havia muito tempo a perder com restaurantes, pelo que a tarde ia ser puxada a nível do que ainda havia para ver. Assim, depois de ter visto o Palácio Episcopal por dentro, antiga residência do bispo e onde ainda estão depositadas algumas das obras da diocese, rumei pela Calle de las Caballerizas Reales em direcção ao Alcázar de los Reyes Cristianos. Trata-se de um palácio fortificado, construído em 1328 como residência dos califas cordobeses. Foi usado como residência real, pela Inquisição e como cadeia. Vale a pena pagar os 4€ de entrada para desfrutar de um lugar tranquilo, com jardins, pátios com água e fontes.

Alcázar de los Reyes Cristianos

Pátios do Alcázar de los Reyes Cristianos

Vista de Córdoba desde o Alcázar de los Reyes Cristianos

Na Porta de Almodôvar

Seguindo as muralhas da cidade, pela Calle de Cairuán, cheguei rapidamente à Porta de Almodovar, uma das antigas entradas da cidade no tempo Romano. Passada a porta, estava novamente dentro do centro histórico, mais especificamente na Juderia, o antigo bairro judeu que data daquele período. As ruelas do bairro são estreitas e caiadas de branco e estão ornamentadas de inúmeros vasos de flores e pátios mouriscos. É na Calle Judios, aliás, que ainda é possível ver a única sinagoga medieval da Andaluzia, construída em 1315. A entrada é paga (30 cêntimos) apenas para os que residam fora da União Europeia.

Calle Judios

Entrada da sinagoga judaica

Interior da sinagoga de Córdoba

Calle florida de Córdoba

É fácil percorrer todo o centro histórico da cidade atravessando o bairro judaico e todos os caminhos parecem ir dar à Mesquita. Não há melhor zona para comprar alguns recuerdos na e da cidade. Como ainda tinha algum tempo antes de ir apanhar de novo o Media Distancia para Sevilha, decidi dar uma olhadela no Museu Arqueológico da cidade, situado na Plaza Jerónimo Paez. Iniciei o percurso na mesquita, passando pelas Calles Encarnación, José Rey e Horno del Cristo, ou seja, tomando o lado oposto àquele que tomei de manhã. O museu está instalado numa mansão renascentista e é considerado um dos melhores de toda a região. Eu gostei das suas atracções.

No final do dia, estava cansado, mas feliz porque tinha visto de Córdoba tudo aquilo a que me tinha proposto ver. Porém, o Museu de Bellas Artes, a Plaza del Potro, o Palacio de los Marqueses de Viana e o Museu Taurino não foram vistos. Terão de ficar para uma próxima vez.

Típico pátio cordobês

Anúncios

About Desporto: viajar

Jornalista de profissão, devorador de viagens por paixão. Sempre que me quiserem encontrar, vou estar por aí.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: