Roma: Hotel Serena, Termini

A escolha do hotel em Roma foi um desafio à parte. O hotel tinha, simultaneamente, de estar bem perto da rede de transportes da cidade e/ou dos seus principais monumentos, não podia ter menos de três estrelas, tinha de ter um preço aliciante, regime de pequeno-almoço e bons comentários no Booking, o site onde fiz a reserva da unidade hoteleira. Se determinado hotel não fosse cumprindo estes requisitos, seria imediatamente riscado da lista.

E foi assim que cheguei ao hotel Serena, em plena zona movimentada de Termini. O hotel está a duas ruas ao virar da esquina da estação de comboios de Termini, a tal onde parava o Leonardo da Vinci que me traria desde Fiumicino até ao centro de Roma. Ok, Termini, olhando no mapa, não fica paredes-meias com os monumentos em Roma, mas o facto de a zona estar super bem movimentada com autocarros, eléctricos e com as duas linhas de metro superou essa desvantagem.

Hotel Serena, Termini

Hotel Serena, Termini

O hotel Serena está localizado no número 64 da Via Principe Amadeo e é um três estrelas que tem, atualmente, classificação de “Ótimo” pelos utilizadores do Booking, ou seja, 8.2 pontos em 10 possíveis. O preço que paguei por 4 noites, à volta de 150 euros, foi bom, porque os hotéis de Roma têm fama de ser extremamente caros. Aliás, o custo de vida naquela cidade é bem superior ao português.

Entrada Hotel Serena

Entrada Hotel Serena

O Serena, como referi anteriormente, está situado quase que paredes-meias com a estação de Termini. A entrada do hotel passa despercebida ao mais comum dos turistas porque, realmente, não é luxuoso nem nada que se pareça. O fácil check-in fez dissipar em mim as dúvidas e os receios que ainda tinha quanto à marcação que havia feito online do quarto. E este correspondeu inteiramente às minhas expectativas: não era grande, mas era aconchegante, insonorizado e a casa de banho privativa apresentava-se em grandes condições de higiene. O meu quarto era voltado para as traseiras, pelo que não sofri muito com o transito caótico de Roma durante as noites em que lá estive.

Quarto onde fiquei instalado

Quarto onde fiquei instalado

A minha casa de banho privativa

Para os quartos ou para o local de pequeno-almoço, que ficava localizado no 2.º andar do edifício, o truque era apanhar um elevador antiquíssimo, em madeira, que era verdadeiramente encantador e cumpria bem a sua função. Já o pequeno-almoço do Serena era uma lufada de ar fresco num mar de refeições que comeria em Roma, ora muito caras, ora de qualidade algo duvidosa. Quem disser que se come bem em Roma, só pode ter tido a experiência oposta à minha. Enfim…

Elevador Hotel Serena

Pequeno-almoço

Saindo do hotel, Termini foi aquilo que eu esperava. Como é o principal local de interface dos transportes públicos da cidade, a zona é caótica nas chamadas horas de ponta, ao início da manhã e ao final da tarde. Há gente de aparência duvidosa nas ruas, como em todo o lado, bem como mendigos, mas é o preço a pagar por ter ficado onde fiquei. Os fast-foods e as lojinhas em cada esquina davam a impressão de estar na zona de Roma com mais restaurantes, bares e pubs por metro quadrado da cidade. Escusado será dizer que passei muito pouco do meu tempo na capital romana ali.

Termini

Stazioni Termini

 

 

O caos no metro de Roma, à hora de ponta

Anúncios

About Desporto: viajar

Jornalista de profissão, devorador de viagens por paixão. Sempre que me quiserem encontrar, vou estar por aí.

2 responses to “Roma: Hotel Serena, Termini”

  1. Sónia Pinto says :

    Vou passar uns dias a Roma em Novembro, o seu blog foi muito útil. Estou indecisa sobre o regime de alojamento, aconselha hotel com meia pensão ou apenas alojamento e pequeno almoço. Será que pode dizer-me qual o valor médio de uma refeição em Roma?

    Gostar

    • Desporto: viajar says :

      Olá Sónia. Se quiser comer uma refeição “normal” em Roma prepare-se para desembolsar algum dinheiro. As refeições (prato + sobremesa + bebida + entrada) podem facilmente ir até 30€ por pessoa. Lá o custo de vida é muito alto e a comida não é nada por aí além. Come-se melhor na Toscana, dizem. Por isso aconselho a escolher hotel com peq.-almoço incluído. É melhor tendo em conta que um simples cappuccino pode custar até 4€. Naturalmente, se não quiser comer sempre em restaurantes (que nem foram mesmo nada de especial no meu caso) pode comer uma fatia de pizza ou um refrigerante em qualquer loja, pastelaria, cafetaria… Mas não deve sair por menos de 5€ e, bem, comer sempre isso durante a estadia em Roma… Relativamente ao almoço no Vaticano, eles têm uns menús no interior do complexo dos museus cujo preço era de 12€. De Fevereiro de 2012 a esta parte já deve ter subido. Boa viagem, espero ter ajudado.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: