Lusibéria, um parque aquático meio espanhol, meio português

O parque aquático Lusibéria está longe de ser um dos melhores do mundo na sua categoria. Nem tão pouco é o melhor da Península Ibérica, tendo em conta que existem congéneres bem mais interessantes em Portugal (principalmente no Algarve) e em Espanha. Mas tem uma particularidade que os outros não têm: foi construído em plena fronteira entre Portugal e Espanha, na cidade de Badajoz. É pois comum por aquelas bandas, espanhóis falarem na sua língua natal e verem respostas em português e portugueses a expressarem um portunhol bem perceptível por nuestros hermanos.

IMG_7073

Entrada na Lusibéria

IMG_7074

Bilheteiras

No final do mês passado regressei ao parque aquático dois anos depois de o ter conhecido pela primeira vez. Continua a ser um bom local de ócio, para ir com a família e/ou com os amigos. Mas continua, em paralelo, com poucos atractivos. Além de uma área dedicada aos mais pequenos e de uma piscina de ondas que funciona pontualmente de hora a hora, a Lusibéria oferece pouco daquilo que atrai todo o mundo a parques aquáticos: tem poucos escorregas aquáticos. Em pouco mais de uma hora, dá para percorrer todos eles o que torna a coisa enfadonha logo pelas primeiras horas da manhã. Mas a falta de escorregas é compensada pelo facto de se estar entre amigos.

Vista aérea do parque | D.R.

Mapa do parque | D.R.

Legenda que consta no sítio oficial Lusibéria | D.R.

Na prática, existe uma montanha com tubogans e uma outra cujas descidas se fazem apenas utilizando bóias, quer sejam para uma pessoa ou para duas. O primeiro conjunto de escorregas tem aquele que considero ser o mais excitante: os TURBOgans, ou seja, um escorrega que aparenta ser normal, completamente tapado e verde, mas com uma descida abrupta de mais de 30 metros que nos faz ficar cara a cara com o chão durante a descida rápida. Pura adrenalina.

IMG_7120

Montanha de tubogans | A verde o mais excitante: o turbogan

Mas o chamado Black Hole também é capaz de entusiasmar os que se iniciam neste vício que são os parques aquáticos. Descer com outra pessoa numa bóia num tubo completamente escuro e sem saber o que irá acontecer é mesmo muito bom. E, para complementar a experiência, mesmo ao lado deste Black Hole temos o Rio Aventura, cuja descida também é feita com bóias. E aqui a velocidade é tanta que não é de estranhar se quase nos virarmos numa das muitas curvas da descida até à piscina.

IMG_7139

Black Hole & Rio Aventura

Piscina de ondas

Piscina de ondas

Apesar de a diversidade não ser muita, o divertimento é uma constante. O parque está localizado na Extremadura espanhola, em Badajoz como referi anteriormente, e é muito fácil lá chegar. Para quem sai de Lisboa de carro, o ideal é apanhar a A2 e por lá continuar até à saída para a A6, que passa por Vendas Novas, Évora ou Elvas e Espanha. O preço por cada trajecto custa quase 15€.

Comparativamente aos parques aquáticos algarvios, a entrada na Lusibéria também é mais barata: custa 19€. Para os que tem entre 7 e 11 anos, o preço ascende a 14,50€, enquanto que para as crianças com idades até 6 anos o preço é de 10€. Apesar de o site oficial do parque indicar que este abre às 9h, a bilheteira só abre às 11:30.

Para evitar perder muito tempo em filas, especialmente para aceder ao Rio Aventura e Black Hole (que exigem bóias), aconselho a alugar a sua bóia (dupla ou não) para todo o dia. Custa 6€. Em cada uma das diversões aquáticas, há socorristas que coordenam as descidas dos visitantes pelos escorregas aquáticos. Além de várias piscinas para relaxar, a Lusibéria oferece ainda aos visitantes serviços de restauração e um parque infantil com karts, camas elásticas, entre outros.

Puro relax

Puro relax

Zona infantil

Zona infantil

Restauração no local

Restauração no local

A temporada de Verão da Lusibéria acaba no próximo dia 8 de Setembro, segundo consta no sítio oficial do parque.

Dicas úteis:

  • Aconselhável levar muito protector solar porque as temperaturas locais passam frequentemente dos 40º no Verão.
  • Não é permitido levar vidro para o recinto;
  • Não é preciso levar guarda-sol porque o espaço é todo ajardinado e tem muitas sombras e guarda sóis;
Um espaço aprazível para comer, relaxar e estar com amigos

Um espaço aprazível para comer, relaxar e estar com amigos

NOTAS:

  • Na próxima semana, retomo os posts sobre Barcelona, com o CCCB e o MACBA de que falei anteriormente;
  • As férias no Minho foram espectaculares. Surpreenderam-me bastante. Vai, certamente, enriquecer em muito o futuro do blogue.
Anúncios

About Desporto: viajar

Jornalista de profissão, devorador de viagens por paixão. Sempre que me quiserem encontrar, vou estar por aí.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: