Madrid: em redor de Recoletos

IMG_6026

Plaza de Cólon, com monumento dedicado a Colombo ao meio

Um dos passeios mais interessantes que podem ser feitos em Madrid, que fogem ao mais tradicional dos roteiros, começa na agitada Plaza de Cólon e gira em torno do Paseo de Recoletos. Uma tarde é mais do que suficiente para fazer todo o percurso, que contempla tempo para se perder nas lojas dos melhores estilistas espanhóis que existem na zona, para beber café no café mais antigo da cidade e inclusive para conhecer mais monumentos da capital espanhola.

IMG_6029

Torres pós-modernistas

IMG_6036

Monumento a Colombo I

IMG_6038

Monumento a Colombo II

IMG_6035

Subindo a Calle de Goya

O roteiro começa, como já disse, na Plaza de Cólon dedicada a Cristóvão Colombo. Grandes edifícios como as torres pós modernistas da Heron Corporation, a biblioteca nacional ou o Museu Arqueológico Nacional rodeiam toda a praça. Uma grande coluna neogótica, encimada por Colombo e a apontar para o Ocidente, destaca-se ao centro. Na base da coluna há cenas relativas aos Descobrimentos de Espanha. Se é fã do Hard Rock Café é nesta praça que fica o congénere madrileno. Basta subir a Calle de Goya acima, sempre escolhida pelos locais na altura das refeições tamanha a diversidade gastronómica que por ali existe.

IMG_6048

Calle de Serrano

IMG_6052

Museu Arqueológico Nacional

Da Calle de Goya à Serrano são apenas alguns passos. Antes de entrar na zona comercial propriamente dita, a fachada do Museu Arqueológico Nacional de certo surpreende-lo-á. Na altura da minha visita em férias à cidade, o museu estava em obras, pelo que me decidi a não entrar para conhecer o interior. Consta que uma selecção de mais de três centenas de peças importantes estão ali expostas. Objectos descobertos em escavações por Espanha afora, peças egípcias, da Antiga Grécia, da civilização Etrusca, coroas de ouro de Toledo do séc. VII, mosaicos romanos e olaria islâmica compõem o espólio.

Mais à frente, na Calle de Serrano, poderá ver a abundância de lojas especializadas em artigos de luxos e de vários estilistas espanhóis de que falei anteriormente. Todas elas instaladas em edifícios históricos, claro. Adolfo Dominguez e Roberto Verino são apenas alguns bons exemplos disso. Também por ali estão instaladas lojas como a Versace e Armani, a Gucci, Chanel, Calvin Kein e a Escada.

IMG_6054

Loja da Ferrari na Calle de Serrano

Descendo depois a Calle Recoletos em direcção ao Paseo de Recoletos é possível parar para tomar um expresso no Café Gijón. Trata-se de um dos mais antigos cafés da cidade, tendo servido durante mais de um século como local para reuniões e tertúlias de grupos de intelectuais. O interior surpreende com colunas de ferro forjado cor de creme e tampos de mesa em preto e branco.

IMG_6063

Paseo de Recoletos

IMG_6064

Café Gijón e o seu 1.º aniversário

IMG_6065

Fachada do café

Seguindo acima pela Calle del Almirante, onde é possível perder-se de novo com mais lojas de moda, chegamos à zona da Chueca, famosa pelas suas antigas tabernas e botequins. Destaca-se a Taberna de Angél Sierra, fundada em 1897, que tem no exterior azulejos andaluzes a anunciar vermute, cervejas e vinho. Esta é a principal zona também da comunidade homossexual de Madrid, com muitos bares e restaurantes destinados a este público.

IMG_6070

Plaza de Chueca

IMG_6072

Tabernas e botequins na zona

Ali perto não deixe ainda de ver a fachada do Tribunal Supremo, instalado num antigo mosteiro e escola anexos à Igreja de Santa Bárbara. Já o interior desta bela igreja barroca deve ser contemplado, com certeza. Aqui, os que a construíram não olharam a despesas. Chega-se à porta principal através de uns jardins acrescentados a este complexo em 1930.

IMG_6073

Fachada da Igreja de Santa Bárbara

IMG_6077

Altar da Igreja de Santa Bárbara

IMG_6080

Interior da Igreja de Santa Bárbara

IMG_6082

Interior da Igreja de Santa Bárbara

IMG_6083

Tribunal Supremo

É possível aceder a toda esta zona da cidade de metro, saindo nas estações Cólon, Serrano e/ou Chueca, e percorrê-la relativamente rápido e a pé. Será, com certeza, um passeio bem agradável e que contraria um pouco aquilo que os turistas mais afoitos fazem na cidade durante os dias que por ali passam.

Anúncios

About Desporto: viajar

Jornalista de profissão, devorador de viagens por paixão. Sempre que me quiserem encontrar, vou estar por aí.

2 responses to “Madrid: em redor de Recoletos”

  1. Miguel says :

    Olá Bruno, mais uma vez digo, continuo a adorar os teus post. Todas as tuas partilhas e testemunho de por onde passas. Estou mesmo a ver que vou ter mesmo de visitar Madrid à força eheh. Continua assim e em grande.
    Um grande Abraço.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: