A caminhar para os três anos de vida

Não, o blogue não está esquecido. E sim, há muito para aqui escrever e por em dia. Dia 20 de Dezembro, o Desporto: Viajar faz três anos de vida. Três anos, como o tempo passa depressa. E é engraçado ver como a minha vida pessoal e profissional mudou imenso desde aí.

Três anos de vida

Não vou, ainda, fazer a retrospectiva de 2014 (isso geralmente deixo para a última semana do ano), mas vou aproveitar para fazer de novo uma análise das estatísticas do blogue. Os números falam por si: quase 90 mil visitas únicas e mais de cem entradas já criadas. Na verdade, este é o post número 113. Números avassaladores, que só não cresceram ainda mais devido a um conjunto de circunstâncias especiais que fizeram deste ano, o meu melhor ano de sempre.

O meu novo trabalho

Entrei para a TAP, em Março, onde trabalho como comissário de bordo. O recrutamento começou no ano passado e o curso, que me formou, decorreu em Janeiro e em Fevereiro. Nessa altura do ano, decidi eu mesmo parar de escrever aqui no blogue para me dedicar a cem por cento àquilo que mais queria: entrar para a TAP. E consegui. A partir daí comecei a trabalhar a um ritmo avassalador e a conhecer destinos que jamais pensei conhecer, sobretudo a um ritmo alucinante… Nestes meses, já conheci Paris, Milão, Veneza, Bruxelas, Berlim, Frankfurt, Munique, Genebra, Oslo, Helsínquia e, inclusive, Accra, no Gana, país onde nunca imaginei sequer por os meus pés. Tive oportunidade de visitar pela primeira vez a Madeira, de revisitar Madrid, Barcelona e Roma. Como estou a adorar isto tudo…

user_countries

O meu mundo

Por causa disso mesmo, deixei de escrever no blogue, apesar de esporadicamente ir colocando aqui alguma coisa dessas viagens. Paris, Oslo e o Funchal foram disso bons exemplos. A velocidade com que viajo leva-me a não ter tempo de assimilar o que vejo, muito menos de transpor para todos aquilo que sinto. E, com isso, as séries de viagens sobre as minhas férias foram ficando mais e mais adiadas. Na forja, estão Madrid e arredores (que estou a publicar aqui no blogue), o Minho e Istambul, que visitei este ano nas minhas férias.

Eu, em Istambul

Quando em Outubro tinha tomado a decisão de recomeçar a escrever ritmadamente aqui no blogue, o meu computador pessoal pifou. Nele estão muitas fotos pessoais das minhas viagens que colocam em risco o enriquecimento dos muitos posts que ainda me faltam escrever. Mas, vale-me o Facebook, onde a grande maioria está armazenada. Em risco mesmo, estão as fotos de Istambul, que não transpus para a rede social. Corro o risco de as perder para sempre, se quem me arranjar o computador não as conseguir salvar. E, com isso, a série sobre Istambul está seriamente comprometida.

Apesar disto tudo, as visitas ao Desporto: Viajar têm vindo num crescendo. E este terceiro ano, foi o ano dos recordes. Em Agosto de 2014, ápice do Verão europeu, recebi mais de 4100 visitas. E, em termos homólogos, o crescimento tem sido sisemático. Falo de 15% de crescimento. É obra. Ainda o ano não acabou e já excedemos em quase 7 mil as visitas alcançadas o ano passado. E tudo isto seria ainda melhor senão tivessem sido as contigências de que falei acima. É sabido que quantos mais posts forem sendo publicados, maior habituação vai sendo criada entre quem lê. Ainda assim, o meu número de seguidores por aqui não tem parado de crescer.

Os responsáveis pelo maior número de visitantes do blogue | D.R.

O Brasil ultrapassou, como já esperava, Portugal no top dos maiores visitantes e responde já por mais de 37 700 visitas, deixando Portugal nas 35 823. O top 10 é completado, por esta ordem, pelos EUA, Espanha, Itália, França, Alemanha, Reino Unido, Canadá e México. No fim da lista estão países como Timor-Leste, Honduras, Omã e, pasme-se, Mauritânia. O mapa mundo do meu blogue está coberto de visitantes de todo o lado, embora eu não entenda como um país como a China não responda por nenhum dos meus visitantes.

A série sobre o México ainda é a mais visitada, embora haja um grande apetite também por Roma, Barcelona e, agora, Madrid. Os posts sobre o Egito também vêm a subir paulatinamente na média anual.

Ainda é cedo para falar de 2015, mas dia 19 de Janeiro parto, FINALMENTE, para a Tailândia. Um sonho adiado 3 vezes. À quarta vez, será de vez. Até lá espero colocar mais posts no Desporto: Viajar sobre Madrid, para falar da Gran Vía, do Retiro, dos Museus e do Monumento ao 11 de Março, em homenagem às vítimas dos atentados terroristas, na estação de Atocha. As cidades dos arredores virão depois.

Tailândia, finalmente! | D.R.

Obrigado por todo este acompanhamento massivo nos últimos três anos. E que venham mais três, quatro, cinco, etc, enquanto o meu Desporto preferido não cansar: viajar. Até já.

Anúncios

About Desporto: viajar

Jornalista de profissão, devorador de viagens por paixão. Sempre que me quiserem encontrar, vou estar por aí.

2 responses to “A caminhar para os três anos de vida”

  1. Daniela Dolzane says :

    Sim! Que venham muitos mais anos com incontáveis viagens! Parabéns pelo crescimento do blog, Bruno! Continuamos acompanhando tudo daqui do outro lado do oceano. Aguardamos a Tailândia 🙂

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: