O património cultural de Ávila

IMG_6264

Vista geral de Ávila

IMG_6125

Puerta del Alcázar, Ávila

IMG_6271

Sítio de Cuatro Postes, com Ávila ao fundo

O conjunto muralhado de Ávila, de longe o monumento que melhor identifica a cidade, esconde no seu interior um centro histórico riquíssimo, de cariz medieval e renascentista. Casas de interesse, palácios, templos e praças compõem este património cultural e são a prova viva da sã convivência ao longo dos tempos de cristãos, judeus e mudéjares. Todos eles foram deixando as suas marcas fazendo de Ávila hoje em dia uma cidade à qual se quer regressar. Seja porque motivo for. O meu deve-se apenas ao facto de não ter feito o passeio de 2,5 quilómetros de perímetro pelas muralhas da cidade, não obtendo as vistas que queria lá de cima. Por mau planeamento, visitei Ávila justamente no dia em que o seu conjunto muralhado estava encerrado ao público. Sobrou demasiado tempo para explorar o legado cultural do interior, declarado em 1985 Património da Humanidade pela Unesco. Às vezes, há males que vêm por bem. Ora leia.

Basílica de San Vicente

A Basílica de San Vicente é o expoente máximo do românico em Ávila e será provavelmente o primeiro monumento que vai ver na cidade, ainda fora do conjunto muralhado. Vista de cima, a igreja tem a forma de uma cruz latina com três naves e apresenta a singularidade de contar com uma tribuna sobre as naves laterais. A cabeceira da basílica ergue-se sobre a cripta de San Vicente, uma das obras essenciais da escultura românica na cidade. É o destaque na visita à basílica. Feita nos finais do séc. XII, a cripta relata de forma clara a detenção, perseguição e martírio de Vicente. É ainda perceptível no interior da igreja a fusão dos estilos românico e gótico, designadamente no encerramento da nave maior com abóbadas de esquina.

A Basílica de San Vicente

A Basílica de San Vicente

Basílica de San Vicente, interior

Basílica de San Vicente, interior

Muralhas de Ávila

As muralhas de Ávila, com 88 torreões e mais de dois mil metros de extensão, foram construídas no séc. XII e são a referência para entender o núcleo urbano e histórico da cidade. Um passeio pelo perímetro do conjunto muralhado levá-lo-á a visitar as suas nove portas, assim como outras, mais secretas. Os muros das muralhas foram sendo ao longo dos tempos adaptados ao terreno onde foram construídos. As suas torres elevam-se, por exemplo, em zonas mais planas, tornando-se mais baixas quando o solo é acidentado. Na construção das muralhas intervieram ao longo dos tempos arquitectos mudéjares e mouros. É a partir da Casa de las Carniceiras, da Porta del Alcázar ou do Arco del Carmen que se poderão obter as melhores vistas da zona envolvente, nomeadamente da paisagem urbana, composta por torres e campanários, e da natural, oferecida pela serra de Ávila e vale Amblés.

IMG_6248

Trechos do conjunto muralhado da cidade I

IMG_6251

Trechos do conjunto muralhado da cidade II

IMG_6253

Trechos do conjunto muralhado da cidade III

Catedral-fortaleza

A catedral-fortaleza da cidade é um dos melhores exemplares da alma medieval de Ávila. A sua construção iniciou-se entre 1160 e 1180 sobre um antigo templo românico. A catedral é simultaneamente o primeiro exemplar do estilo gótico na região espanhola de Castela. Uma vez no seu interior repare bem na capela maior, onde é possível ver as primeiras abóboras divididas em seis partes, no sepulcro de Alonso de Madrigal, situado na nave que rodeia a abside (obra de destaque no Renascimento espanhol), e no museu, que conserva a custódia de prata, feita por Juan de Arfe em 1571. Esta última ainda percorre hoje em dia as ruas da cidade no dia do Corpus Christi. Se tiver tempo, percorra também todas as restantes naves do interior da catedral, bem como as capelas laterais, o claustro, o Altar de los Reyes e o coro.

Catedral-fortaleza de Ávila

Catedral-fortaleza de Ávila

IMG_6174

Catedral, interior

IMG_6175

Catedral, interior

IMG_6189

Catedral, interior

IMG_6191

Catedral, interior, coro

IMG_6194

Catedral, interior, altar-mor

IMG_6206

Catedral, museu, custódia de prata

IMG_6212

Catedral, claustro

Plaza del Mercado Chico, Ayuntamiento e Iglesia de San Juan

A Plaza del Mercado Chico é o coração pulsante do centro histórico da cidade. A sua construção iniciou-se nos finais do séc. XVIII tendo ficado concluída um século mais tarde. É nesta praça que se encontra o bonito edifício do Ayuntamiento de Ávila, um projecto do arquitecto Ildefonso Vázquez de Zuñiga em 1865. O granito da fachada sobressai do conjunto impressionante. Aproveite para provar também um típico doce da cidade, feito à base de gemas de ovos e de açúcar: as Yemas de Ávila. No lado oposto ao do Ayuntamiento, destaque ainda para a bonita arcada que delimita bem o perímetro da praça e para a Iglesia de San Juan, mais uma de origem românica, onde no passado se reunia o Concelho da cidade.

IMG_6231

Plaza del Mercado Chico e Ayuntamiento, ao meio

IMG_6232

Iglesia de San Juan

IMG_6233

Arcadas, plaza del Mercado Chico

As Yemas de Ávila

As Yemas de Ávila

Torreón de los Guzmanes e Convento de Santa Teresa

O monumental Torreón de los Guzmanes é mais um dos edifícios militares emblemáticos da cidade. Actualmente sede do Governo Provincial de Ávila, a visita ao torreão vale a pena nem que seja para visitar o seu pátio interior com pórtico, formado por pequenos arcos ornamentados. Ali perto, está situado o Convento e Igreja de Santa Teresa, erguidos sobre um antigo solar. Além da fachada barroca do edifício, vale a pena espreitar o museu Teresiano, assim como a cripta do templo, um espaço de grande interesse arquitectónico.

IMG_6235

Torréon de los Guzmanes

IMG_6240

Convento de Santa Teresa, fachada

Mansión/Palácio de Polentinos (Museu do Corpo de Intendência)

Sede do Arquivo Militar do Exército, a mansão/palácio de Polentinos é hoje um dos exemplares máximos da arte da cidade de Ávila. A sua fachada e pátio com ornamentação espanhola típica do século XVI representam o modelo mais original da arquitectura que caracterizou a cidade. No interior, está igualmente instalado o museu do Corpo de Intendência. Sem grandes atractivos na minha opinião.

IMG_6242

Entrada do Palácio de Polentinos

IMG_6244

Museu do Corpo de Intendência

Cuatro Postes

O sítio de Cuatro Postes fica já tão fora do centro histórico de Ávila que é daqui que se poderão obter vistas excelentes sobre a cidade e sobre a extensão do seu conjunto muralhado. No local, também conhecido por Humilladero, quatro colunas dóricas escoltam uma cruz. Há um mini-autocarro que faz o trajecto entre o centro histórico e o local.

Cuatro Postes

Cuatro Postes

Vistas de Ávila, desde o sítio de Cuatro Postes

Vistas de Ávila, desde o sítio de Cuatro Postes

Mini-autocarro que faz a ligação entre o centro de Ávila e o sítio de Cuatro Postes

Mini-autocarro que faz a ligação entre o centro de Ávila e o sítio de Cuatro Postes

Monastério de la Encarnación

O Mosteiro da Encarnação ocupa desde 1510 o local de um antigo cemitério judeu e é hoje em dia um dos locais teresianos mais visitados em toda a cidade. Santa Maria de Teresa viveu inclusive aqui durante mais de trinta anos. No interior, existe um museu dedicado à sua figura e obra, de onde sobressai um desenho feito por Juan de la Cruz, que representa Cristo na Cruz. O interior da igreja do mosteiro, de estética barroca, também merece uma visita. Uma vez lá dentro, não deixe de reparar nos altares e retábulos de estilo barroco.

IMG_6317

Monastério de la Encarnación, fachada

IMG_6319

Monastério de la Encarnación, pátio

IMG_6326

Monastério de la Encarnación, interior

IMG_6335

Monastério de la Encarnación, museu Teresiano

Informações úteis:

  • Como chegar:

Da estação de Chamartín, em Madrid, basta apanhar o comboio MD e em quase 1h3o sairá na cidade de Ávila. O bilhete de ida e volta ronda os 10 euros. Mais informações aqui.

Estação de comboios de Ávila

Estação de comboios de Ávila

  • Horários e dias de funcionamento:
  1. Basílica de San Vicente – época de Verão (Abril a Outubro) das 10h às 18:30, preço 2,30€;
  2. Muralhas de Ávila – Verão (Julho e Agosto) das 10h às 21h, preço 5€;
  3. Catedral-fortaleza e museu – das 10h às 20h, preço 5€;
  4. Iglesia de San Juan – Sem informações;
  5. Torréon de los Guzmanes – das 10h às 14h e das 17h às 20h, entrada gratuita;
  6. Convento de Santa Teresa – Verão (Abril a Outubro) das 10h às 14h e das 16h às 19h;
  7. Palácio de Polentinos – das 10h às 15h e das 16.30 às 19h, entrada gratuita;
  8. Monastério de la Encarnación – das 09:30 às 13:30 e das 16h às 19h, preço 2€.

NOTA: A foto que consta no cabeçalho deste blogue não é minha e como tal os direitos são reservados.

Anúncios

Etiquetas:, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

About Desporto: viajar

Jornalista de profissão, devorador de viagens por paixão. Sempre que me quiserem encontrar, vou estar por aí.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: